15
set
15

IANE COUTINHO – REGISTRO


559910_545650882129138_515837674_nO ANO ERA 2005, E CARLOS PIMENTA OFICIALMENTE OCUPAVA SUAS OBRIGAÇÕES DE EX-ALUNO DA MABE. Todo ex-aluno tinha alguma função no “Vetusto Educandário“. A volta à MABE se deveu, em virtude do seu primeiro amor: o Teatro de Amadores da MABE, onde tudo começou. O Espetáculo – como tudo na MABE – seria grandioso. Se não bastasse simplesmente reunir Astros e Estrelas dos quase 70 anos de história do TAM, o Ballet da MABE também faria parte da fantasia teatral “A Roupa Nova do Imperador“, adaptação da Jô Fontes, musicada pelo Jerry Adriani. Enfim, algo tipicamente mabeano. É lógico que o colégio era outro, o tempo havia passado. Pela primeira vez na vida, eu estava usando um microfone em cena; nos dias do Carlos Nobre, Jorge da Costa e do eterno Dr. José Fontes, era “garganta, pra que te quero!”. Por acaso, eu estava de terno, quando fui até lá, rever meus bons e velhos camaradas, e conhecer os novos amigos – uma geração de novos atores já existia lá… Mas, eu percebia que havia uma certa preocupação, pelo fato de o Ballet fazer parte do Espetáculo, e sempre havia aquela pergunta: “quando se fará o ensaio em conjunto?”, e me perguntavam se eu não me preocupava. “Me preocupar com o Ballet da Jô? Me preocupo mais comigo em cena!”, assim o Super Bacana voltava a decorar seu texto, enquanto o próprio Jerry não vinha ensaiar as partes nas quais eu cantava… A verdade é que, um velho hábito ainda perdurava na MABE: queriam mesmo era ver as belas bailarinas em ação, conhece-las, e aí conversa vai, conversa vem… E vinham até mim, me incomodar com o velho e manjado “me apresenta aí!”… Mas, eu estava mais interessando no pós-ensaio, que muitas vezes foi pré-ensaio, com o Arnaldo, o Gilberto e eterno Jorge Nelson ali, no botequim em frente à MABE…

1467388_727338377293720_939225962_n     IANE COUTINHO se fez notar, da maneira mais simples do universo: uma beleza toda sua, fora do padrão estabelecido, bem brasileira, além de um amor incondicional à dança! A primeira foto que postei mostra bem a Iane que eu conheci, com 17 anos de idade. Pretendentes nunca faltaram, mas todos pararam diante de um Leão de Chácara que, sempre que podia, se fazia presente aos ensaios, no melhor estilo “não basta ser mãe, tem que participar!”… Ali, nos bastidores, nossa amizade começou, e ficou reforçada pelo enorme carinho que eu vi Iane ter pelas minhas duas filhas, na época com 4 e 3 anos ambas. Iane literalmente ficava pra cima e pra baixo com as meninas. E conversa que corria à solta, sempre! Claro que isto não ficou impune: as línguas ferinas diziam que eu era o único homem que conversava com a Iane, mas o Leão de Chácara já havia me batizado de “Viado Velho“, e a Jô Fontes já havia ouvido N reclamações a respeito… Gargalhadas, muitas gargalhadas. Uma garota de cabeça feita, inteligente como pouca gente, decidida, determinada, que sabia bem o que queria da vida, muito bem criada. Simplesmente adorada pelo pais, pelas professoras do Ballet e amigos, sua festa de 18 anos – eu estava lá! – foi onde pude constatar não apenas as coisas descritas acima, mas principalmente a fortaleza do seu caráter! Acima de tudo, a beleza do humano permeava sua personalidade…

10577131_289580351229655_161792961199105247_nO TEMPO CORREU, e durante todo seu Segundo Grau, nossa amizade se fortaleceu: com a entrada das minhas filhas na MABE, mais as minhas funções de ex-aluno, fizeram-me uma pessoa muito mais presente no dia a dia do colégio, o que eu simplesmente adorava. Iane, sem qualquer constrangimento – ela era minha amiga! – me introduziu à realidade da MABE de 2006, tão distante da minha, dos Anos 90. Em outras palavras, a Iane disse: “ele é uma peça do Museu da MABE, mas destas que se pode tocar!”, dos novos amigos, de cara, o Ariel roubou a cena, a Luyra que queria ser Modelo, Crislaine queria ser Psicóloga, além da nossa eterna Amanda, que chegou a ser o Coronel da Quadrilha da Festa Junina que eu comandava – minha quadrilha, minhas regras! – cada instante vivido com esta turma fora um simplesmente um verdadeiro privilégio, iniciado nos bastidores do Teatro… Ah, o Ariel era um Padre afrescalhado, a Luyra a Mulher Samambaia – eu disse, minha quadrilha, minhas regras! Um dos melhores Casamentos na Roça que eu já participara… E, a Iane sempre por ali, torcendo, participando, sendo ombro amigo! Não pensem que, com sua Formatura rumo à Faculdade – onde passou em primeiro lugar, a danadinha! – a Amizade acabou: nunca o telefone fora tanto usado, jamais deixando de perguntar pelas minhas meninas…

601131_590715244278031_70151699_n

Sabe Iane, honestamente: nada mudou! O Tempo não passou, os amigos não passaram, e isto me faz muito feliz!

391800_301752849852277_1933113448_n

EU DE TERNO E ELA NA BECA! Um início de juventude com muito estudo, muito esforço, muita luta, muita determinação. Sei porque, às vezes, quando ela cansava de estudar, ela dava um telefonema rápido, se animava, e caía de novo nos livros! Passou, com louvor, em duas universidades públicas… Sorry, Periferia!

299610_255129354520828_2417338_n

     AGORA, O SEGREDO DO SUCESSO, porque eu o sei: Iane sempre fora fiel à sua essência! A mulher que se tornou está bem aqui, nesta imagem onde percebe-se o carisma, a simpatia, a disciplina – a foto tem pose mas ficou espontânea! Um Luxo! – sua beleza sempre existiu, porque não é o tipo de coisa que se faz com maquilage ou tratamentos: vem de dentro de uma personalidade íntegra, sem rodeios e honesta, sobretudo consigo mesma! Eu olhava a Iane com minhas filhas, e dizia: “que as minhas sigam este exemplo…  Será que essa história de “passa por osmose” é verdade?”…

1451360_760582573956702_94397311_nSUA HISTÓRIA, seu destino, sua vida, todo este poder sempre lhe pertenceu! Você pode fazer absolutamente tudo o que deseja, porque na verdade, foi o que sempre aconteceu! Fui um privilegiado, não apenas em ser seu amigo, mas em especial, por ter estado ao seu lado, nestes 10 anos de amizade, sendo a mais fiel das testemunhas, a cerca de cada etapa vivida, cada vitória conquistada, os desejos mais simples de adolescente, a caminhada com os próprios pés, o Mundo dos Adultos onde, mais do que nunca, a força da juventude, o coração de criança e a alma de bebê são ouro puro! Palavras escritas com emoção, lágrimas de alegria, uma honra ver a mulher que você se tornou! Neste seu aniversário, que estas minhas palavras lhe encontrem, cercada de paz, carinho, luz, amizade, muito amor, saúde! Que Deus, nosso Senhor te abençoe hoje e sempre, conservando o melhor que você tem, e desde sempre: sem incomensurável CORAÇÂO DE OURO!!!

     Estamos todos aqui, onde sempre estivemos: no lado direito do peito! O Ariel, certamente, vai aparecer com aquele rocambole Pullmann e palitos de fósforos… E, cá entre nós? Que falta, estas coisas nos fazem…

     MINHA AMIGA TÃO ESPECIAL: PARABÉNS PRA VOCÊ!!!

Deste seu velho amigo,

AQUELE ABRAÇO!

Anúncios

2 Responses to “IANE COUTINHO – REGISTRO”


  1. 1 Iane
    setembro 17, 2015 às 8:03 pm

    Carlos, nao tenho palavras para agradecer a homenagem! Muito obrigada pelas lindas palavras e pelo grande carinho! Muitos anos se passaram mas a gente nunca se esquece um do outro! O carinho e a amizade permanecem! Beijos e muito obrigada!

  2. 2 ariel carvalho
    setembro 19, 2015 às 9:27 am

    showw ARIEL


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


setembro 2015
D S T Q Q S S
« jun   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.


%d blogueiros gostam disto: