03
jun
11

MARCHA DA MACONHA


 HOJE, EM SUA PRIMEIRA RESENHA DE JUNHO, O BLOG DO PIMENTA BATE DE FRENTE CONTRA A DESCRIMINALIZAÇÃO DA MACONHA.  A manifestação pública seja por panfletos, seja por passeatas, por exemplo, é lícita, ou em português mais explícito, é permitida e deve ser aceita por toda sociedade, porque estamos em um Estado Democrático de Direito; todos são livres para externar suas opiniões, devidamente arcando com as responsabilidades de seus atos. Não existindo apologias ao Tráfico de Drogas,  não existe razão do aparelho policial agir com truculência contra os integrantes de tais passeatas. Mas, a verdade, queiram ou não, é esta: não se pode comparar os efeitos do cigarro, das bebidas alcoólicas e das mulheres feias, com os efeitos da maconha. A maconha, a cocaína, o crack e, se não bastasse, agora o oxy, são drogas que destrõem não apenas a saúde física e mental do usuário, como principalmente acabam com a estrutura da Família. O cigarro faz mal a saúde a longo prazo, e não financiam o crime organizado. A bebida alcoólica, dependendo da pessoa, pode até transtornar as faculdades mentais, o conhecido “porre” que, com Glicose e uma boa noite de sono, tem seus efeitos acabados. Nenhum dos dois são bons, mas, é uma covardia, uma falta de bom senso, se querer fazer comparações entre o cigarro e o álcool para com as Drogas. Se o jovem quer “tirar onda” não fume maconha, mas sim, faça seu primeiro Milhão de Reais, com treze, doze anos até! O álcool provoca sim danos ao cérebro, mas custa um tempo, bem diferente do crack, cuja ação é instantânea! Mais uma vez apelo para o bom senso: aquele camarada sujo e fedido, que usa crack escondido, sabe Deus em quê lugar, não pode ser comparado ao cidadão elegante, que brinda com uma taça de Champange, a felicidade de um Casal de Noivos! Nenhum dos meus amigos jamais roubou coisa alguma de casa para comprar charutos cubanos, mas vários já tiveram seus carros arromabados, e nós sabemos bem a razão!

     Agora que o Rio de Janeiro se ergue, com dignidade, varrendo a criminalidade de nosso glorioso Estado, temos que dar fim a criminalidade: Digamos, pois, Não às Drogas!

     A periculosidade das Drogas é assunto antigo, daí a razão da foto do Consagrado Jornalista IBRAHIM SUED estampar essa resenha. Na opinião deste Colunista, abaixo apenas de ROBERTO MARINHO, Ibrahim Sued foi o jornalista mais poderoso que nosso país conheceu, e que jamais se envergonhou das bandeiras que defendeu. Segue aqui, um link, onde o leitor poderá ver o que, a trinta anos atrás, Ibrahim Sued, em sua Coluna semanal no “Fantástico” disse sobre o assunto.

http://youtu.be/kL2Z0T8r_fE

Anúncios

1 Response to “MARCHA DA MACONHA”


  1. setembro 24, 2012 às 3:47 am

    Hello! I just would like to give you a huge
    thumbs up for your excellent information you have here
    on this post. I’ll be coming back to your web site for more soon.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


junho 2011
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.


%d blogueiros gostam disto: